quarta-feira, 18 de outubro de 2017

nas entre/linhas


nas entre/linhas

no desenho da estrada que atravesso tem um corpo adormecido esperando por um beijo. Eu te desenho e você não vê a geografia corporal em cada traço. Eu te coloco dentro do poema e teu corpo treme nas entre linhas do desejo.  Desenho teus olhos no espelho e você não vê nas águas o reflexo da alga que brotou no mar sob a luz da madrugada.

Artur Gomes

satírica



satírica

eu não sou santa
a hóstia que consumo
tem gosto de macumba
eu sou umbanda
e minha banda toca
atabaques  sexta feira

Cristina Bezerra

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

jura secreta 102


jura secreta 102

é abissal
o cheiro de esperma e susto
não fosse o ópio
nem cem anos de solidão
provocaria tal efeito
o peito estraçalhado
por dentes enigmáticos
Monalisa sangra na Elegia do agora
cada Deusa tem seu Templo
cada mulher tem sua hora

Artur Gomes


foto: Antonio Cruz
imagem: César Castro

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

satânica


Satânica
para Kry/Vella

eu sou ator
poeta
produtor cultural
vivo pintando o sete
nos porões da catedral
tenho cabeça
tronco
membro sexual

eu sou Universal

Federico Baudelaire

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

fulinaímicas sagarânicas


não sou casta
e sei o quanto custa
me jogar as quantas
quando vejo tantas
que não tem coragem
presas pela covardia
eu sou voragem
dentro da noite veloz
na vertigem do dia

Federika Lispector



a menina fala
o menino grita
alguma coisa aflita
brota da garganta
qual navio negreiro
o sarau prossegue
enquanto um outro canta
no corredor da sala
há um navio inteiro

Cristina Bezerra


segunda-feira, 2 de outubro de 2017

jura secreta 101



jura secreta 101

porque te amo talvez não saiba
dentro da  boca tem um poema
que ainda não escrevi
um bem-te-vi pousou  na  alma
beijo com calma
o pássaro que agora mora em ti

ainda tenho dedos língua
pulsação que ainda cabe
pelas  águas do teu cais
nas tempestades dos teus ritos
quando me vens de alguma praia
com a calmaria dos aflitos
e borda em conchas na areia
a geografia a flor do logos
no teu olhar que me incendeia

Artur Gomes

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

jura secreta 98



Jura secreta 98

Dandara tão clara
quanto rara
jura secreta
que desabrocha
em flor de lótus
 flor de lascio
 flor de lírios
 flor de cactos
 flor/espinho
 depois do amor
pedra trans/tornada
flor no meio do caminho

Artur Gomes
foto.poesia