sábado, 9 de abril de 2016

na lua de amanhã



 na lua de amanhã

o que trafega em mim
o kaos da rua
o pó da estrada
na ponta da espada
como ímã minha irmã
o sorriso da criança
e as esperança
de uma poesia melhor
na lua de amanhã

Artur Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário