segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

beija flor




beija flor

amo como um pássaro quando voa
canto como uma pássaro quando pousa
em um fio elétrico sem temer o choque 
ando como quem trama um truque
e chego como quem planeja o toque

a vida não é mais que um plug elétrico
um grito de guitarra uma centelha 
esta mulher em minha carne
além da pele que me espelha

é um fio elétrico que me vaza
um beija flor que me espalha
luz por todos os poros da casa 
e o mel  do  útero de uma abelha

Artur Gomes 
foto.poesia
FULINAÍMA MultiProjetos



Nenhum comentário:

Postar um comentário